quinta-feira, outubro 06, 2005

A carta

Tenho uma carta no bolso. Não a meti no correio. Soprei-a num beijo e lancei-a ao vento.
Mas tenho as palavras no bolso, e tu vais tê-las no rosto.
No meu, trago um sorriso que subiu da carta e se colou nos lábios, deixando os olhos brilhantes e os bolsos vazios.

4 comentários:

Vivis disse...

Fico feliz com tua felicidade,
com teu sorriso
e o vento o trouxe
atravessou o atlântico
e chegou ao meu rosto.

Obrigada por este belo sorriso que nos presenteia.

Onde quer que esteja
sinta o meu abraço amiga
Beijinhos

Pescador disse...

É tão bom saber que um sorriso se colou ao teu rosto... que as palavras sairam de dentro de ti e ganharam vida... e é tão lindo o teu sorriso meu anjo !!
...
Bjs doces e cheios de tudo aqui que te faça ou possa fazer feliz !!
Pescador

Drops disse...

Olá Vi,
A felicidade é muitas vezes efémera... são momentos breves que vêm dar-me alento para mais uns minutos, mais uma hora, mais um dia...
Estou longe das pessoas que mais amo, e no entanto estou a descobrir em mim forças que não sabia que existiam.

Beijo grande, e obrigada pela visita =)

Drops

Drops disse...

Olá Pescador... doce Pescador!

As palavras... são traiçoeiras, às vezes saem sem querer, e fazem-me dizer coisas que não sinto. Mas o sorriso anda por cá, às vezes meio disfarçado, outras vezes um pouco forçado para disfarçar mágoas que me atropelam... mas vai estando presente.

Beijos doces (sabor a caramelo!)´
Drops