terça-feira, agosto 02, 2005

Sofro, logo existo?!...

Sabes aqueles dias? Aqueles que te sorvem a alma de um só trago, e não deixam nem uma gota para tu manteres um sorriso de fachada? Sabes, claro que sabes... só não sabes que os meus dias são agora todos assim. Esta guerra branca, de palavras que ferem por nunca serem ditas. As minhas são amargas... furam-me por dentro, como punhais mal afiados, com lâminas ferrugentas que causam dores agudas. E sabes que não são para ti? E sorrio... já não és tu que me magoas, queria muito conseguir dizer-te isto. Que te amo como nunca, porque continuo cega, e acho-te perfeito, e amo cada defeito que te encontro, porque eles fazem de ti humano. Mas sofro por dentro, por minha culpa claro, sinto-me egoísta, mas não consigo deixar de estar assim.
Sei que amanhã o dia vai nascer cheio de sol, e que eu vou continuar triste, e que não to vou dizer, como não mais te direi o quanto te amo. Como nunca mais saberás como me magoam os teus carinhos infindos.
Dói agora a dor de saber que amanhã vai chegar, porque se amanhã não chegasse... a ideia de que nunca serás meu permanece, e assim, "nunca" seriam apenas umas horas, só mais umas horas, em que eu podia estar contigo, ia sentir o teu cheiro, ia ouvir a tua voz mais uma vez, olhar fundo nos teus olhos e deixar-me chorar no teu abraço, sem me explicar! Era assim que eu queria que tudo acabasse, os meus sentidos todos envolvidos por ti. Dava-te o beijo que tanto desejei roubar. Entregava-to para ele se juntar à minha alma que anda sempre contigo... Estou a divagar de novo. Porque amanhã vai chegar, e isso vai doer, tanto como doeu hoje.
É por isso que me custa adormecer à noite, enquanto estou acordada, o tempo demora mais a passar... e é por isso que me custa acordar de manhã, o acto de abrir os olhos diz-me que o dia chegou... mais um, de dúvidas e incertezas, de gritos dados para dentro, a tua ausência...
Mas o meu coração é teimoso, insiste em bater, mais fraco nos dias como hoje, mais forte nos dias como ontem... ontem... Que aconteceu ontem? Que arma usaste para deitar a baixo a minha barreira invisível? Era perfeita, impenetrável. Foi a tua força? Ou terá sido a minha fraqueza?
E hoje estou assim. Morri, afogada em dias que insistem em continuar a chegar, mas continuo viva! Sempre viva… Sem sombra de dúvidas… VIVA, porque cada dia que chega, dói um bocadinho mais que o anterior. Às vezes acalmo, e quase acredito que finalmente morri, mas logo chega mais um dia para me lembrar que não é assim tão fácil.

30/07/2005


"And love Is blind, and that I knew when my heart was blinded by you..."

4 comentários:

Pescador disse...

Olá anjo lindo..., sabes acho que já vim aqui uma três ou quatro vezes ... antes de me ter decidido a comentar !! Não me apetece nada comentar esta tua afirmação ...
" sofro, logo existo"... e de certeza absoluta que o Descartes também não está achar muita piada ... ;-) ( espero que agora estejas a sorrir ) ...
Preferia mil vezes que fosse, " ela existe, logo sorri... " !!
É tão recente este texto... tão doloroso... parece que tu lutas contra um montanha que com um simples sopro te deita abaixo .. mas ao mesmo tempo que permite que tu continues acreditar que é possível chegar lá cima ... !!!
Não te queria ver triste ... queria o amanhã fosse um dia belo, não pelo sol ou pela cor do céu... apenas que fosse um dia belo ... porque nele o teu sorriso era sincero, sentido e feliz !!
Bjs doces minha querida !!
Pescador !!
PS: Vou-te mandar uma música ;-) !!

Vivis disse...

Como é triste ver tanta dor, amar a dor e nela procurar se encontrar. Se é o que se acredita ser, mas desejo-lhe dias de esperança e não somente aquilo que se acredita, desejo-lhe muito mais...
Ternamente
Vi

Drops disse...

Olá Pescador... doce Pescador!
Não era uma afirmação... é uma pergunta, porque eu sofro, mas será que existo?... E sim, ouvi dizer que o Descartes meteu um processo contra mim no tribunal dos Deuses... =)
Montanha... =)
Tenho poucas palavras Pescador, eu, sm palavras...

Beijo grande, e um afago de uma das asas que só tu pareces ver...
Drops

PS - Não conhecia esta versão... =) é linda ;) ***

Drops disse...

Vi,
Obrigada pelas palavras de conforto... há dias assim, em que parece que a esperança foge...
Espero em breve poder trazer palavras cheias de coragem, e esperança renovada...

Um Beijo
Drops